sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Programação Rua da Cultura 04 de Janeiro

É isso galera... Nesta segunda tem:

In the shadows(Doom Metal),

Aliquid(Heavy Metal),

Wadson Torres(Mpb) e

Teatro (Stultífera Navis).

Tem também tabuleiros de War e Xadrez...

A Rua da Cultura localiza-se no Centro Historico Municipal de Aracaju, entre os Mercados Municipais...

Está ação é promovida pela Cia. de Teatro Stultífera Navis, que também promove a Casa Rua da Cultura.

Informações:
ruadacultura@gmail.com
ruadacultura.blogspot.com
3211-0779


terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Natal Contra a Fome!! Segunda, dia 21 de dezembro!




Vamos lá galera...
Quais são as atrações?

Alapada

Severina

Diconduta

Entrada custa somente 02kg de alimento não perecível, que serão doados ao GACC!!

Começa às 19h no Centro Historico Municipal... RUA DA CULTURA, que é uma promoção da Cia. de Teatro Stultífera Navis...

domingo, 6 de dezembro de 2009

Rua da Cultura - 07 de dezembro!!



A Rua da Cultura, que acontece todas as segundas-feiras no Centro Historico Municipal, é uma realização da Cia. de Teatro Stultífera Navis.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Casa Rua da Cultura é...

Nossa! Quanta satisfação... A Cia. conseguiu realizar mais um feito de grande repercussão: levou a Casa Rua da Cultura, que é promovida pelo grupo Stutífera Navis, à XI Mostra Internacional de Cultura do Cariri. O evento concebido pelo SESC-CE, nos recebeu de braços abertos e tamanha é nossa satisfação de tê-lo integrado. No âmbito da nossa Casa Rua da Cultura, tivemos por lá os mesmos projetos que são realizados em nossa residência oficial: oficinas de mascaras, de técnicas circenses, de teatro, o Ponto de Leitura Ilma Fontes, alem da exposição Rua da Cultura. Excelente! Registramos o máximo que pudemos, e satisfatório foi o resultado que atingimos com isso. Para se ter uma idéia da dimensão que abrangemos, as oficinas lotaram e por ocasião, atingimos um publico de até 90 crianças por dia. Quanto ao espetáculo, Antígona foi encenada duas noites seguidas, compondo a programação oficial da mostra. Depois de Clarices, Antígona de Sófocles é o segundo espetáculo encenado nesse festival, que reúne diversas cias. de lugares variados, inclusive internacionais. Bom de tudo, também, é que fomos recorde de publico dentro da mostra, e ainda no OVERDOZE, movimento de encerramento do festival, que consiste em uma maratona de doze horas seguidas de muita cultura e aconteceu no Sesc-Crato, ou seja, dentro daquela estrutura, diversos grupos e artista tiveram seus trabalhos à mostra para um publico incansável. E o teatro não pára por aí... Recebemos por lá, em nossa casa, dois grupos artísticos de Fortaleza: Cia. Parque de Teatro e Grupo Imagens de Teatro, que apresentaram, respectivamente, os shows O Cabaré da Dama e O Abajur Lilás, que também foram recordes de publico.

A Rua da Cultura é Ponto de Cultura do Ministério da Cultura, juntamente com a Casa Rua da Cultura e ambos são promovidos pela Cia. de Teatro Stultífera Navis...
Agradecemos ao SESC-CE pela oportunidade e aguardamos a XII Mostra...,










Continuação do Cortejo...
Vídeo do Jornal Tv Verdes Mares:
http://tvverdesmares.com.br/cetv1aedicaocariri/manifestacao-cultural-anima-juazeiro/

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Rua da Cultura é...


O Coronel e o Lobisomem!!! Alguns acontecimentos recentes na nossa capital que tem um ar de modernidade misturada com algo de provinciano me lembraram esse romance escrito por José Candido de Carvalho em 1964, justamente no ano em que os militares com armas nas mãos tomavam o poder no Brasil. Esse clássico da literatura brasileira conta a historia de um coronel da força nacional que narra de uma forma quixotesca seu enfretamento com uma besta mitológica. Outra história que me veio de imediato à cabeça foi um clássico da literatura infantil: Chapeuzinho Vermelho e o Lobo Mau, essa conhecida por todos. Nessa historia inocente, mas cheia de mensagens, inclusive subliminares, uma menina ingênua é perseguida por um Lobo Mau lutador de jiu-jitsu há um mês e meio, que quer comer a menina e todos os seus docinhos. Por sorte a menina é socorrida por um caçador de arma em punho que a salva e dar entrevistas explicando que mais uma vez ele foi um herói. Eu, que tenho três filhas, fico me perguntando o que aconteceria se estivesse no meio da rua apontando uma pistola para um “Lobo Mau ou Lobisomem” que tivesse um interesse especial em uma das minhas rebentas e uma viatura da policia estivesse passando. Será que a policia iria me dar os parabéns levar a suposta fera para o zoológico, mas antes passaria na casa da minha esposa, da minha sogra, da minha tia, da minha irmã, na padaria para comprar pão e finalmente chegaríamos ao zoológico? Ou será que eu seria confundido com um contrabandista de animais silvestres e levaria um balão, seria algemado e depois levado para a casa do policial, da sogra dele, da tia dele, da irmã dele, na padaria para comprar pão e finalmente chegaria à delegacia plantonista? Ou seria confundido com ladrão de gado? Lobisomens e lobos maus são muito parecidos com touros reprodutores e de imediato levaria um tiro acima do lábio e abaixo do nariz de um snipper bem treinado e que conhece muito bem “A Missão” da policia sergipana? Infelizmente não só os artistas podem interpretar personagens que vão do patético ao cômico na nossa sociedade. Ainda bem que tenho encontrado policiais militares que fazem do seu oficio uma arte. Arte essa que é totalmente contraria a truculência, ao abuso de autoridade, a arrogância e ao crime protegido pela farda. Por mais que do alto dos palcos públicos ainda somos obrigados a assistir um show de estupidez e violência desnecessária por conta de alguns “amestrados fardados” tenho encontrado também policiais que orgulham não só a tropa, mas todos que torcem por uma polícia melhor. Não existe mais espaço para o policial contador de historias da carochinha que quando questionado sempre tentam fazer a gente pensar que o que vemos no dia a dia nos bairros periféricos, nos shows populares é um filme de ficção de tão verdadeiro e comovente que é o relato do “ator”, desculpem aos colegas de profissão pela comparação. Mas assim como o cinema, o teatro e outros produtos culturais são pagos pelo povo. A segurança pública também é. E por isso é obrigação da sociedade em exigir que tenhamos nos quadros das nossas forças de segurança profissionais que sejam admirados não pelo recorde de vezes que sacam suas pistolas, mas pelo recorde de vezes que conseguem resolver uma crise sem precisar sacar a arma que compramos para ele. E que a ficção esteja cada dia mais distante da realidade.

VEJA: Nosso Ponto de Leitura Ilma Fontes. Um monte de livros de heróis para você ler.

TECLE: www.queronamorar.com. E arrume alguém compatível com a sua idade. E de preferência com pais civis.

OUÇA: disquinhos coloridos com fabulas infantis. São muito parecidos com algumas entrevistas na TV e no Radio.

LEIA: Matérias antigas sobre “A Missão”. Grupo de extermínio que agia no interior de Sergipe.

ESSA SEGUNDA:

Ronise Ramos

Mosh

Infecção Sonora

Identidade Zero

PASSARELA DO XADREZ E WAR

AONDE: No Mercado Municipal – Centro Histórico de Aracaju.

HORARIO: a partir das 18 horas.

QUANTO: De graça.

FALE CONOSCO: ruadacultura@gmail.com Casa Rua da Cultura, Praça Camerino, 210 tel.: 8822-2777

www.ruadacultura.blogspot.com

Lindemberg Monteiro

Diretor e coordenador da Rua da Cultura e da Cia de Teatro Stultífera Navis




segunda-feira, 14 de setembro de 2009


Rua da Cultura é...
Prêmio César Macieira de Artes Cênicas! Saiu o resultado do Prêmio César Macieira de Artes Cênicas que vai levar para varias cidades de Sergipe 15 espetáculos de teatro fazendo com que a cena sergipana seja conhecida de forma mais ampla por todos sergipanos. O Premio concedido pelo Governo do Estado de Sergipe através da Secretaria de Cultura do Estado estimula não apenas o fazer teatral, mas principalmente estimular a população sergipana a buscar o teatro como meio de diversão e formação intelectual. Para nós artistas é a concretização de uma das possibilidades de mostrar nosso talento. Cidades do agreste, sertão e litoral sergipano irão receber espetáculos de varias formas estéticas e de linguagem mostrando a nossa pluralidade teatral. Algo importante a registrar também é a presença de espetáculos de outros municípios, além da capital sergipana, acabando com o mito que o bom teatro só se faz em Aracaju. A experiência de misturar dentro de um projeto de circulação de espetáculos artistas sergipanos de vários lugares do estado só integra mais e de forma mais abrangente aqueles que fazem à cena teatral sergipana. Acho que se poderia até pensar em um encerramento com todos os grupos se apresentando em uma grande mostra de uma ou duas semanas. Com espetáculos e debates entre os grupos. Isso faria com que pudéssemos relatar as nossas experiências durante essa circulação e com certeza isso seria um grande acréscimo na nossa forma de ver o fazer teatral. A Cia. de Teatro Stultifera Navis vai documentar em vídeo suas visitas às cidades onde apresentaremos “Antígona”. Quem sabe se todos os grupos tivessem a possibilidade de fazer isso teríamos um projeto interessante para passar na nossa TV Pública, a Aperipê. Vejo a possibilidade do surgimento de varias outras ações complementares que possam ser feitas a partir desse projeto de circulação. Lógico que será preciso compromisso de todos e um entendimento claro que não estamos falando de pessoas, mas de teatro. O objetivo maior é que as pessoas compreendam e freqüentem mais o teatro, que novos atores, atrizes, diretores, cenógrafos, coreógrafos, diretores musicais, cenotécnicos, iluminadores, figurinistas, enfim que o nosso universo de profissionais que hoje é bem reduzido se multiplique por conta do crescimento da demanda. Espero que esse Prêmio seja compreendido por todos como o indicativo de um momento importante na historia do teatro sergipano e que seja respeitado como tal.
Só fiquei um pouco triste por alguns espetáculos e artistas não terem conseguido entrar, pois com certeza dão uma grande contribuição para a formação do nosso pensamento teatral. Valmir Sandes, o espetáculo Yerma, Diane Veloso são alguns itens indispensáveis na nossa engenharia teatral atual. Aqui não vai nenhum tipo de critica a seleção dos projetos. Não sou do tipo que faço desvios do que me desagrada, mas toda vez que se fala sobre teatro é impossível não colocar essas pessoas como exemplos positivos. A dança também não conseguiu ter um projeto aprovado. E como já disse algumas vezes nessa coluna a dança sergipana merece uma atenção especial, pela sua qualidade e pela falta de reconhecimento aos nossos bailarinos e bailarinas. Talvez fosse interessante um edital especifico para dança. Seria mais do que justo. O teatro sergipano vem se mantendo ativo nessas varias décadas, às vezes com mais visibilidade, às vezes com menos, mas sempre disposto a entrar em cena. Estamos começando a viver uma nova fase que tem tudo pra ser muito produtiva onde a experiência de alguns se mistura com a energia de outros, onde o que foi bom no passado é aproveitado e o que causou danos para cena anulado. Mais não basta apenas ter fé é preciso ter suor e vontade também. Então bom trabalho para todos. Encontramos-nos por Sergipe! E viva o teatro sergipano!!!
VEJA: Antígona, de sófocles. Espetáculo da Cia. de Teatro Stultifera Navis. Todos os sábados às 20 horas, na Sala Sergipana de Teatro, Casa Rua da Cultura. Pç. Camerino, 210.
OUÇA: Buena Vista Social Club. Estiveram aqui pertinho. Quem perdeu não devia.
TECLE: http://www.pontoilma.blogspot.com/
LEIA: Um dos mil e poucos livros que temos no Ponto de Leitura Ilma Fontes. Temas variados. O Ponto fica na Casa Rua da Cultura.
ESSA SEGUNDA:
Matheus Matos (MPB)
Místicos e Jorge Blue (Reggae)
Molungada (percussão)
Plástico Lunar (rock)
PASSARELA DO XADREZ E WAR
AONDE: No Mercado Municipal – Centro Histórico de Aracaju.
HORARIO: a partir das 18 horas.
QUANTO: De graça.
FALE CONOSCO: ruadacultura@gmail.com Casa Rua da Cultura, Praça Camerino, 210 tel: 3042-2246.
http://www.ruadacultura.blogspot.com/
http://www.pontoilma.blogspot.com/

sexta-feira, 28 de agosto de 2009


Rua da Cultura é...
Radio UFS FM!!! Agora é oficial. Sergipe tem uma nova radio FM. A Radio UFS FM, 92.1 MHz. Já faz algum tempo que ouvia a Radio UFS FM, que estava funcionando em caracter experimental e ja percebia a preocupação com o conteudo da sua programação. Sua chegada oficial é muito bem vinda porque ela pode ser mais uma ferramenta do fortalecimento da nossa identidade, além de apresentar para Sergipe o que vem sendo feito com qualidade em outros lugares. Uma caracteristica que eu vi, ou melhor, ouvi é que ela tem uma programação que mistura sucessos novos e antigos com novidades que dificilmente teriam espaço em outras radios por não fazerem parte de um projeto mercadológico que corre em circulos e não tem compromisso com o novo ou com a qualidade e a formação cultural do nosso povo. Historicamente as radios universitarias assumem esse compromisso e além de uma programação musical, os programas de debate e entrevistas acabam também se destacando pela seu compromisso em entreter e informar ao mesmo tempo. Mas do que um laboratório para os alunos do curso de comunicação ou um instrumento de divulgação da Universidade Federal de Sergipe a Radio UFS FM tem uma missão dificil, mas necessaria e urgente que é estabelecer um novo dialogo entre um meio de comunicação tão importante quanto o radio e a sociedade. Ela na verdade chega pra se aliar a outra radio que vem fazendo isso com muito sucesso que é a Radio Aperipê FM. Essa tem sido brilhante e ousada na sua forma de interagir com os seus ouvintes. Mostrando uma programação diversificada onde o primeiro compromisso é apresentar a pluralidade da produção musical no Brasil e fora dele e pautar debates e temas que na maioria das vezes parece não fazerem parte dos interesses da sociedade, mas os são. Quem sabe com o sucesso da Radio UFS FM e da Aperipê FM outras radios nos surpreenderam ao anunciarem as dez mais do final do dia...ou da manhã...ou da madrugada...Outra coisa que acho importante é a Universidade federal de Sergipe assumir o papel, que nunca deixou de ser seu, de uma instituição que quer e deve dialogar diretamente com a sociedade sobre os problemas e necessidades do lugar que vivemos. As universidades sofreram um desgaste nas ultimas décadas, reflexo também de uma visão apenas mercadologica para o ensino superior e o o ensino de base que se instalou no seio do projeto para a educação no Brasil. Mas, mesmo assim ela continua sendo referencia intelectual e como tal deve estar a serviço do povo brasileiro e com certeza a Radio UFS FM vem com a missão de cumprir esse papel. Então se voce quer ouvir Linking Park misturado com Secos e Molhados com pitadas de Clara Nunes e Malu Magalhães ejunto com tudo isso Nando reis, Nirvana e Céu é só sintonizar o seu radio na 92.1 MHz e dance bem, dance mal, dance sem parar! E VIVA AS RADIOS SEM JABA!!!
VEJA: Canal Brasil. Filmes e programas que são a sua cara.
TECLE: http://www.twitter.com/. Sabendo usar é uma ótima ferramenta.
OUÇA: Musica Eletrônica. Hoje a Rua da Cultura vai ser especial só com ela.
LEIA: As opiniões pessoais da pagina ao lado. E tire suas próprias conclusões. Eu topo.
ESSA SEGUNDA:
Rua da Cultura Especial Musica Eletrônica.
Sorriso legal (samba)
Epiphanei e a parede (curta-metragem)
PROJETO EXTREMOS
DJ Décio Guerato
DJ Grazzy
DJ Pazzoliny
DJ Pango
PASSARELA DO XADREZ E WAR
AONDE: No Mercado Municipal – Centro Histórico de Aracaju.
HORARIO: a partir das 18 horas.
QUANTO: De graça.
FALE CONOSCO: ruadacultura@gmail.com Casa Rua da Cultura, Praça Camerino, 210 tel: 3042-2246.
http://www.ruadacultura.blogspot.com/

Lindemberg Monteiro

Coordenador da Casa e da Rua da Cultura

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Rua da Cultura é...
II Conferência Nacional de Cultura!!! Estará acontecendo de 11 a 14 de março de 2010 a II Conferência Nacional de Cultura em Brasília. E assim como outras conferencias de outros setores da sociedade brasileira esse evento será muito importante para avançarmos em questões fundamentais para o avanço de políticas publicas para o setor cultural. Mais do que isso. A cultura quem que está na lista das prioridades dos governos federal, estadual e municipal. E para que isso aconteça de forma legitima é preciso que artistas, produtores, técnicos e a sociedade como um todo se mobilizem para identificar e levantar as necessidades para que o nosso pais volte a ter no seu cotidiano a formação cultural dos cidadãos. Se não nos esforçamos para que o cidadão brasileiro tenha acesso aos bens culturais e os consuma de forma facilitada e democrática continuaremos vivendo a mercê de um projeto onde apenas o entretenimento raso e sem substancia terá o poder de contribuir na formação cultural do nosso povo. E o Brasil não merece isso. E com certeza o Brasil é muito mais do que isso. Não sou contra o entretenimento descartável e de curta temporada. O que não gosto é de que apenas esse entretenimento tenha acesso as grandes massas e com isso fazendo com que um mercado que visa apenas o lucro se estabeleça impedindo que uma produção cultural mais consistente possa disputar o mercado e os corações e mentes do nosso povo. Costumo dizer que cultura deve ser entretenimento, mas entretenimento nem sempre deve ser visto como cultura. Para que isso aconteça de fato é nosso dever ocupar os coletivos de debates, idéias e projetos e contribuir com o nosso esforço para que retomemos a qualidade do que chamamos de cultura. Nós artistas temos obrigação de chamar esses debates e contribuir com a nossa experiência, mas é importante que tenhamos o entendimento que cultura é algo muito mais amplo do que apenas arte e que envolve culinária, arquitetura, moda e por ai vai... coletivizar é preciso.
Bem teremos, antes da II CNC em dois mil e dez, as etapas municipais e estaduais para formular o pensamento sobre cultura que tem as pessoas que vivem em Sergipe. A etapa municipal tem que acontecer até o dia 31 de outubro e a estadual até o dia 15 de dezembro. Nessas conferencias serão tirados delegados que representarão nosso estado em Brasília. Essas conferências devem ter representantes das instituições públicas, entidades não governamentais, artistas e pessoas que se interessam pelo tema mesmo sem atuar diretamente na área. Ou seja, toda a sociedade. A Rua da Cultura irá realizar pré-conferências para debater com os artistas interessados as demandas da cena cultural em Sergipe. Todos estão convidados sem exceção. A primeira acontecerá na Casa Rua da Cultura que fica na praça camerino, 210, no dia 06 de setembro as 14 horas. É comum eu andando por ai ouvir pessoas falando que as coisas não melhoram, que nada muda. Acredito que a primeira coisa que deve mudar é a nossa relação com as questões da sociedade. Quanto mais pessoas participarem, mais chance teremos de mudar o que é preciso e manter o que estiver correto.
E viva o pensamento coletivo!!!
VEJA: A historia sendo feita por você em cada momento.
TECLE: www.roidasecorroidas.blogspot.com
OUÇA: Ronise Ramos todas as sextas no Canoas. Sua voz e o Rio Sergipe encantam.
LEIA: Monteiro Lobato para seus filhos, sobrinhos, irmãos, netos.
ESSA SEGUNDA:
Sorriso Legal (samba)
Fortaleza 24H (curta metragem)
Infecção Sonora (rap)
Molungada (percussão)
DJ Malafaia (Musica Eletrônica)
PASSARELA DO XADREZ E WAR
AONDE: No Mercado Municipal – Centro Histórico de Aracaju.
HORARIO: a partir das 18 horas.
QUANTO: De graça.
FALE CONOSCO: ruadacultura@gmail.com Casa Rua da Cultura, praça camerino, 210 tel: 3042-2246.
www.ruadacultura.blogspot.com
Rua da Cultura é...
II Conferência Nacional de Cultura!!! Estará acontecendo de 11 a 14 de março de 2010 a II Conferência Nacional de Cultura em Brasília. E assim como outras conferencias de outros setores da sociedade brasileira esse evento será muito importante para avançarmos em questões fundamentais para o avanço de políticas publicas para o setor cultural. Mais do que isso. A cultura quem que está na lista das prioridades dos governos federal, estadual e municipal. E para que isso aconteça de forma legitima é preciso que artistas, produtores, técnicos e a sociedade como um todo se mobilizem para identificar e levantar as necessidades para que o nosso pais volte a ter no seu cotidiano a formação cultural dos cidadãos. Se não nos esforçamos para que o cidadão brasileiro tenha acesso aos bens culturais e os consuma de forma facilitada e democrática continuaremos vivendo a mercê de um projeto onde apenas o entretenimento raso e sem substancia terá o poder de contribuir na formação cultural do nosso povo. E o Brasil não merece isso. E com certeza o Brasil é muito mais do que isso. Não sou contra o entretenimento descartável e de curta temporada. O que não gosto é de que apenas esse entretenimento tenha acesso as grandes massas e com isso fazendo com que um mercado que visa apenas o lucro se estabeleça impedindo que uma produção cultural mais consistente possa disputar o mercado e os corações e mentes do nosso povo. Costumo dizer que cultura deve ser entretenimento, mas entretenimento nem sempre deve ser visto como cultura. Para que isso aconteça de fato é nosso dever ocupar os coletivos de debates, idéias e projetos e contribuir com o nosso esforço para que retomemos a qualidade do que chamamos de cultura. Nós artistas temos obrigação de chamar esses debates e contribuir com a nossa experiência, mas é importante que tenhamos o entendimento que cultura é algo muito mais amplo do que apenas arte e que envolve culinária, arquitetura, moda e por ai vai... coletivizar é preciso.
Bem teremos, antes da II CNC em dois mil e dez, as etapas municipais e estaduais para formular o pensamento sobre cultura que tem as pessoas que vivem em Sergipe. A etapa municipal tem que acontecer até o dia 31 de outubro e a estadual até o dia 15 de dezembro. Nessas conferencias serão tirados delegados que representarão nosso estado em Brasília. Essas conferências devem ter representantes das instituições públicas, entidades não governamentais, artistas e pessoas que se interessam pelo tema mesmo sem atuar diretamente na área. Ou seja, toda a sociedade. A Rua da Cultura irá realizar pré-conferências para debater com os artistas interessados as demandas da cena cultural em Sergipe. Todos estão convidados sem exceção. A primeira acontecerá na Casa Rua da Cultura que fica na praça camerino, 210, no dia 06 de setembro as 14 horas. É comum eu andando por ai ouvir pessoas falando que as coisas não melhoram, que nada muda. Acredito que a primeira coisa que deve mudar é a nossa relação com as questões da sociedade. Quanto mais pessoas participarem, mais chance teremos de mudar o que é preciso e manter o que estiver correto.
E viva o pensamento coletivo!!!
VEJA: A historia sendo feita por você em cada momento.
TECLE: www.roidasecorroidas.blogspot.com
OUÇA: Ronise Ramos todas as sextas no Canoas. Sua voz e o Rio Sergipe encantam.
LEIA: Monteiro Lobato para seus filhos, sobrinhos, irmãos, netos.
ESSA SEGUNDA:
Sorriso Legal (samba)
Fortaleza 24H (curta metragem)
Infecção Sonora (rap)
Molungada (percussão)
DJ Malafaia (Musica Eletrônica)
PASSARELA DO XADREZ E WAR
AONDE: No Mercado Municipal – Centro Histórico de Aracaju.
HORARIO: a partir das 18 horas.
QUANTO: De graça.
FALE CONOSCO: ruadacultura@gmail.com Casa Rua da Cultura, praça camerino, 210 tel: 3042-2246.
www.ruadacultura.blogspot.com

terça-feira, 18 de agosto de 2009



Rua da cultura é...!!!
Bosco Rolemberg!!! Está na Galeria Álvaro Santos a exposição “Anistiados – Couro Esquecido” que apresenta dez telas feitas em couro, além de fotos do artista Bosco Rolemberg. A idéia e curadoria foram de Joana Côrtes, filha de Bosco, e que tem o talento das letras como o pai dos pinceis.
Bosco pra mim é mais do que um artista. É um herói. Um sobrevivente junto com sua companheira Ana Côrtes e outras centenas de sobreviventes espalhados por esse país que tiveram a coragem de enfrentar um monstro chamado “ditadura militar”. Não são seus serviços prestados a essa nação que o vai legitimar como grande artista. Isso ele seria independente da sua postura política, mas tê-lo representando essas duas possibilidades é muito bom. Há trinta anos atrás o aluno do curso de Serviço Social da UFS largava a faculdade para se alinhar com aqueles que lutavam contra a ditadura militar. Trabalhou nas fabricas do ABC paulista e depois nos canaviais de Pernambuco quando foi preso, torturado e trancafiado durante cinco anos no presídio Professor Barreto Campelo, na ilha de Itamaracá, Pernambuco. E foi lá que ele produziu as peças que estão em exposição na Álvaro Santos. Não consegui desassociar os desenhos no couro com a pele marcada daqueles que sofreram a brutalidade de um governo que não representava o Estado, o Direito. O artista e o militante era um só e por isso a arte representa a carne.
Em breve estaremos comemorando os vinte e cinco anos do fim da ditadura militar. E mesmo com duas décadas e meia da sua aniquilação pela sociedade brasileira ainda sofremos dos efeitos colaterais que ela nos deixou. A sociedade ainda se recupera do trauma. Só agora começa a não mais conter o gesto, a falar em voz alta e até em acreditar que pode, que deve, que tem direitos. Uma exposição como “Anistiados – Couro Esquecido” pode até nos trazer momentos de tristeza por conta daqueles dias incompreensíveis, mas sua função maior e nos trazer muita alegria por termos passado por eles e termos sobrevivido na arte e na presença de Bosco. A exposição fica até o final desse mês na Galeria Álvaro Santos. Não deixe de visita-la, pois lá tem arte, historia e heroísmo da melhor qualidade. E depois andando pelas ruas da nossa cidade você poderá encontrar com Bosco Rolemberg e mostrar as gerações mais recentes que ali está um grande artista. Ali está um grande herói.
Obrigado por tudo, camarada!
VEJA: A exposição “Anistiados – Couro Esquecido”. Na Galeria Álvaro Santos – Centro.
OUÇA: A trilha sonora que embala a sua visita na exposição.
LEIA: Tudo sobre os anos de chumbo. Para percebemos que somos felizes e não sabemos.
TECLE: http://www.historiadobrasil.net/
ESSSA SEGUNDA:
Sorriso Legal (samba)
Exquisitise Corpse Vídeo (áudio visual)
Iconoclastia (rock)
Infecção Sonora (Rap)
DJ Malafaia (Musica Eletrônica)
Passarela de Xadrez e do WAR
AONDE: No Mercado Municipal – Centro Histórico de Aracaju.
HORARIO: a partir das 18 horas.
QUANTO: De graça.
FALE CONOSCO: ruadacultura@gmail.com Casa Rua da Cultura, praça camerino, 210 tel: 3042-2246.
http://www.ruadacultura.blogspot.com/


Lindemberg Monteiro

Diretor da Casa Rua da Cultura, rua da Cultura e Cia Stultífera Navis

sábado, 8 de agosto de 2009



Rua da Cultura é...
Prêmio Rua da Cultura de Excelência Cultural!!! Nessa segunda feira, dia 10 de agosto, a Rua da Cultura estará lançando o Prêmio Rua da Cultura de Excelência Cultural que tem como objetivo principal homenagear e reconhecer publicamente a importância de pessoas, artistas, projetos e ações que colocam a cultura sergipana no degrau mais alto da valorização cultural. Gostaríamos que mais prêmios, troféus e certificados como o nosso surgissem para contribuir principalmente com a visibilidade e reconhecimento da nossa produção cultural. Mesmo quando são apenas simbólicas essas manifestações, sem dinheiro, mas com ética e interesses apenas com a promoção da cultura local elas tem um efeito que é necessário para a continuidade do nosso compromisso com a identidade sergipana. Eu acredito que Prêmios sérios certificam o trabalho que é feito e isso é uma grande ajuda para que o trabalho tenha continuidade. Agora ao premiar é preciso que os que premiam abram mão das suas relações e projetos pessoais para que a homenagem não fique desvalorizada. Um bom exemplo disso e a “homenagem” que o Teatro Lourival Batista faz os trabalhadores do teatro sergipano. Infelizmente a ausência de varias nomes na suposta galeria deixa claro que o objetivo não é o reconhecimento dos valores da cena sergipana, mas de expressar a opinião pessoal, que se apresenta medíocre, de um gestor que utiliza o espaço publico como algo privado e de seu único domínio. Caberia inclusive a Secretaria de Cultura averiguar porque a ausência de artistas na suposta homenagem ao teatro sergipano. A Cia. De Teatro Stultifera Navis usa o espaço público para levar a produção cultural de Sergipe, e de outros lugares, para o contato com o público independente da nossa opinião, mesmo nosso projeto sendo independente e tendo a nossa relação estabelecida como parceria com a Ministério da Cultura e Prefeitura de Aracaju. Costumo dizer que alguns dos problemas de valorização da produção cultural sergipana que enfrentamos hoje foram criados por alguns artistas que de forma equivocada optaram olhar para o umbigo e com isso nem cresceram e criaram alguns impedimentos para que a cena crescesse de forma coletiva. Sorte nossa que outros tantos trabalharam e continuam trabalhando com uma forma de pensar mais inteligente. Nessa segunda feira estaremos recebendo o cantor franco-brasileiro Heitor de Pedra Azul trazendo seu show diretamente da frança e aproveitaremos a presença da França no nosso palco para dar o primeiro Prêmio Rua da Cultura Excelência Cultural para a quadrilha junina Unidos em Asa Branca que ganhou esse ano o Concurso de Quadrilhas Juninas do Nordeste, em Fortaleza-CE, e que como outras tantas quadrilhas juninas são importantes na formação cultural de crianças, jovens e adultos. Mesmo não sendo comum a presença de quadrilhas juninas na Rua da Cultura, algo que pretendemos mudar insistindo no convite as quadrilhas juninas, temos plena consciência da sua importância no cenário cultural sergipano e por isso estamos muito orgulhosos em poder homenageá-los e ter todos os participantes da Unidos em Asa Branca, além de outros quadrilheiros nessa segunda feira no lançamento do nosso prêmio na Rua da Cultura. Anarriê...anavantur!!!
VEJA: O que é público e o que é privado. E utilize de forma correta o que não é só seu.
OUÇA: Samba do bom ao vivo na Rua da Cultura. Todas as segundas a partir das 18 horas.
TECLE: http://www.ruadacultura.blogspot.com.br/
LEIA: A Fúria da Raça. De Ilma Fontes. Estou lendo pela segunda vez.
ESSA SEGUNDA TEM:
XUXA e SAMBA
EXQUISITE CORPSE VIDEO PROJECT (CURTAMETRAGEM)(videoarte - projeto colaborativo reunindo mais de 40 videoartistas de diversos países)
HOMENAGEM A QUADRILHA UNIDOS EM ASA BRANCA
PROJETO C.H.A.M.A.
GRUPO CHAMA PRA DANÇAR
EVERTON FREITAS
MARCOS PERALTA (MACCACA-BA)
SHOW “Aqui e Ali Ici et LÀ-bas” HEITOR DE PEDRA AZUL / FRANÇA-BRASIL
BANDA OGANJAH
DJ CIDDOX

PASSARELA DE XADREZ E DE WAR
AONDE: No Mercado Municipal – Centro Histórico de Aracaju.
HORARIO: a partir das 18 horas.
QUANTO: De graça.
FALE CONOSCO: ruadacultura@gmail.com Casa Rua da Cultura, praça camerino, 210 tel: 3042-2246.


Lindemberg Monteiro

Diretor e Coordenador da Casa Rua da Cultura e da Rua da Cultura

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Rua da Cultura é...


Respeito às religiões!!! Não podemos negar a contribuição cultural que todos os segmentos religiosos dão para construção da sociedade brasileira. E mesmo sendo agnóstico, não me sinto capaz de dizer se deus existe ou não, posso atestar que a sociedade brasileira foi forjada não apenas nas igrejas e templos cristãos, mas também nos terreiros de candomblé e umbanda, além de outras tantas religiões que durante todos esses séculos fizeram o homem e a mulher brasileira com características singulares. Por isso nas ultimas semanas representantes e pessoas que tem a compreensão da nossa sociedade com essas características ficaram indignadas com a maneira que alguns representantes da imprensa tentaram colocar um suspeito de um crime bárbaro contra uma criança de nove anos como representante legitimo de uma dessas religiões tão importantes na formação do povo brasileiro. Ao nomear o suspeito com titulo de Pai de Santo os profissionais que o fizeram demonstram falta de informação e principalmente uma contribuição ao preconceito que se tem as religiões afro-brasileiras. Os cultos afros brasileiros não fazem sacrifícios humanos da mesma forma que os cultos cristãos não queimam mais pessoas em praça pública. O termo Pai de Santo é um cargo religioso que só deve ser utilizado quando a pessoa o for de fato. É o mesmo que chamar uma pessoa que só por ser cristã de bispo ou reverendo. É muito importante que cada um de nós esteja disposto a banir da sociedade qualquer tipo de expressão que tenha no seu núcleo o desrespeito e o preconceito contra atividades que fazem parte da nossa humanidade. E todos que tem o acesso facilitado a população não podem reproduzir as falhas de comportamento que nossa sociedade ainda apresenta, pelo contrario, nos cabe contribuir para que essas falhas sejam extintas. É preciso que sejamos mais responsáveis com os debates que provocamos e protagonizamos, pois são eles que são determinantes para avançarmos enquanto cidadãos. Não vale a pena se utilizar de um comportamento negativo e preconceituoso que no decorrer dos séculos as religiões afro brasileiras vêm sendo alvos para valorizar o conteúdo da matéria. É preciso inclusive desassociar uma coisa da outra para que fique claro que o crime foi feito por um individuo motivado por questões particulares e não por conta dele fazer parte de religião B ou C. Isso se a justiça determinar que ele é culpado, porque pelas regras da justiça ele ainda é suspeito e não culpado. Em dias em que a mídia tem um poder quase instantâneo de informar e formar o pensamento da população precisamos ser cautelosos e responsáveis com o que comunicamos, pois estamos retomando a consciência dos direitos e deveres de cada um de nós, individualmente e como coletivo, e por isso mais do que nunca cada ação provoca uma reação. Então como protagonistas dessas transformações precisamos contribuir de forma qualitativa para a nossa sociedade,
Como artista tenho o maior interesse que todos os segmentos religiosos sejam respeitados e reconhecidos como provedores da formação artística e cultural da população do nosso planeta. Me Emociono com as Lavagens feitas pelos terreiros de candomblé da mesma maneira de quando vejo uma procissão de alguma igreja católica, adoro musica gospel como gosto dos afoxés e dos mantras hindus. É muito enriquecedor presenciar os rituais indígenas. E mesmo sem fazer parte de nenhuma religião sou muito grato a todas pela sua contribuição para um mundo melhor. O DÍGBÁ!!!

VEJA: Comidas, roupas, palavras, musicas que fazem parte do seu dia a dia e são heranças das religiões afros brasileiras.
OUÇA: Musica gospel, canto gregoriano, afoxés, mantras hindus, cânticos indígenas, musica árabe. E veja que todas falam de coisas boas para a humanidade.
TECLE: vidademacumbeiro.blogspot.com e conheça o dicionário de yoruba-português.
ESSA SEGUNDA:
Xuxa e Samba
Mostra de Curtas
Multirão Vibration
DJ Tiex
PASSARELA DE XADREZ E WAR
ONDE: Mercado Municipal – Centro Histórico de Aracaju.
QUANTO: de graça
INICIO: 18 horas
FALE CONOSCO: Casa Rua da Cultura, Pc. Camerino, 210. Tel. 3042-2246
e-mail: ruadacultura@gmail.com ou http://www.ruadacultura.blogspot.com/



Lindemberg Monteiro

Coordenador da Casa Rua da Cultura e da Rua da Cultura

Diretor da companhia Stultífera Navis

Colunista do Jornal Cinform

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Eu não tenho vitrola


Gosto das vitrolas. Adoro vinil. Quando pequeno eu tive quatro de artistas nada alternativos, nada artistas. Mas meu irmão tinha um do Michael Jackson. E ele brincava, moleque, de imitar os passos do Michael. Já eu brincava de imitar os passos do meu irmão. Ele - meu irmão- era fã do Jackson, eu era fã do meu irmão. Afinal de contas, o Michael Jackson era estranho, tinha uns esparadrapos envolta dos dedos e uma aparência meio esquisita. Meu irmão, não, era parecido comigo e eu era a chinela havaina dele.
Quando eu entrei na universidade havia uns vinis velhos enfeitando a pracinha da didática 1, uma amiga minha fez eu arrancar os vinis porque ela queria enfeitar o quarto. Então mesmo não sendo criança - mas continuando a achar o Michael Jackson estranho - eu passei a imaginar que quem compra vinil não tem vitrola para tocar. Compra apenas porque as capas são muito interessantes e juntos - vinil a vinil - forma-se um tapete encantador, psicodélico, que dispensa o uso de alucínogenos
Quando eu vi o carinha que vende vinil eu tive vontade de perguntar se as pessoas que compram vinis tem vitrola, mas tive vergonha. O cara era um velho conhecido. Nós estudamos juntos na oitava série e eramos classificados por números: turma 183. Ele era - ou é - bem inteligente, e tinha um papo alternativo. As meninas interessantes cercavam ele. Não conversavamos nunca, mas eramos bom em História e um dia conversamos sobre Revolução Cubana, Fidel Castro, Che... E discutimos muito.
No ano seguinte participei de grêmio acadêmico, fui vaiado em assembléia por defender greve, escrevi para jornal do Cefet e alfinetei a direção, admirei o Mpl, li alguns textos, conheci o Ezln e as teoria anarquistas que (quase) ninguém conhece, fui a shows de reggae - Africa Uhuru e Oganjah - tive uma vida secundarista bem tumultuada até decidir não acreditar mais no movimento estudantil e dirigir Perdoa-me por me traíres!
Hoje fujo de Centros Acadêmicos, de campanha política, de partidos, de pseud0-bons-intelectuais. Mas só não compro vinil porque não tenho vitrola (ainda), mas pretendo adquirir alguns. E caso você não tenha vitrola, e mesmo assim não queira compra vinis... Passa por lá e conversa com o cara sobre Revolução Cubana

EULer Lopes Teles
Imagem: Aimée Rezende

"Parece que foi ontem mas já faz sete anos que começou e com certeza não vai acabar amanhã"


Rueiros e rueiras da minha cultura querida, mais uma rua da cultura foi prestigiada por uma galera que curte a diversidade e a... Cultura? Sim, quantas vezes essa palavra é repetida aqui, não é mesmo? Mas não há como substituí-la e precisamos muito dela. Por isso, não pensem que somos redundantes.
Nesta segunda que se foi uma turminha de Estância foi o grande destaque, a banda Bago de Bruxa. Uma galera nova, diferente e com um som bacana. Com direito a composições inéditas e uma adorável mãe coruja que babava em sua cria. Que bom que eles cresceram e estão prontos para enfrentar os bons palcos como o da nossa rua.
EUler Lopes Teles
Imagem: Aimée Rezende

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Quando eu cheguei tudo, tudo
Tudo estava virado
Apenas viro me viro
Mas eu mesma viro os olhinhos
Só entro no jogo porque
Estou mesmo depois
Depois de esgotar
O tempo regulamentar
De um lado o olho desaforo
Que diz o meu nariz arrebitado
E não levo para casa
Mas se você veio eu vou lá

Eu vou lá
No canto do cisco
No canto do olho
A menina dança
Dentro da menina
Ainda dança
E se você fecha o olho
A menina ainda dança
Dentro da menina
Ainda dança
Até o sol raiar
Até o sol raiar
Até dentro de você nascer
Nascer o que há

Composicão: Moraes Moreira/ Galvão

É isso aí. A rua da Cultura pretende ser um espaço onde as pessoas possam se divertir, e transferir para a segunda feira a felicidade do fim da semana, tornando assim, a semana de trabalho numa verdadeira festa.

EUler Lopes Teles

Imagem: Aimée Rezende

Rua da Cultura é...

II Conferência Nacional de Cultura!!! De 11 a 14 de março de 2010 acontecerá em Brasília a II CNC – II Conferência Nacional de Cultura, que estará discutindo principalmente a melhoria dos projetos de políticas públicas para cultura em todo território nacional. É fundamental a participação de todos. É preciso impregnar nossa consciência de que cultura é informação, formação e instrumento de transformação. Em todo Brasil a sociedade civil tem recuperado essa consciência, roubada principalmente pela ditadura militar na década de sessenta e setenta, e depois mantida dormente por grupos com interesse apenas no mercado e nas vantagens econômicas que ele poderia oferecer. Mas aos poucos estamos recuperando essa consciência, inclusive começando a interferir no próprio setor mercadológico. A cultura tem se mostrado eficiente no combate a violência, na melhoria da educação e contribuindo muito no atendimento das comunidades onde a ausência do estado permitiu a presença da miséria social que abriga o alcoolismo, prostituição adulta e infantil, drogas, violência doméstica e todo tipo de sintoma de uma sociedade sem auto-estima. Projetos sociais utilizam como arma eficiente arte e formação cultural em uma guerra ainda longe de terminar contra a desigualdade social. Mas e os segmentos sociais com menos problemas de necessidade básica? Também sofrem da ausência do ingrediente cultural na sua formação. O acesso à internet, as TVs por assinatura ou as “melhores” escolas não dão esse subsídio. Cultura se tornou supérfluo e o entretenimento, essencial, em uma quase inversão de valores. Cultura pode ser entretenimento, mas nem sempre entretenimento é cultura. Quando falamos de cultura nos acostumaram a pensar que é algo bom, mas muito chato para desejarmos. É preciso mudar essa forma de pensar cultura ou nossos passos serão curtos ou no máximo ficaremos “dando a volta no gueto” sem sair dele.

A II CNC tem que ser o encontro de pessoas, entidades e setores públicos que querem acelerar mais o processo de valorização da cultura no dia a dia do povo brasileiro. Durante esse semestre devemos realizar as conferências municipais e estaduais de cultura. E não podemos abrir mão dessa responsabilidade. Lógico que é um processo que exige esforço, paciência e disponibilidade de lidar com opiniões e desejos diferentes, mas são nessas diferenças que talvez esteja à chave para a entrada de um novo ciclo do poder cultural no nosso país. Nenhum cidadão que more no estado de Sergipe pode abrir mão de construir um novo modelo de políticas publicas para a cultura. Não importa onde você mora ou o que você faz. O importante é que você é um elemento vivo da nossa cultura e por isso tem como contribuir para o nosso crescimento cultural.

Os artistas e empreendedores culturais devem ver essa oportunidade como um momento de coletivizar suas idéias e não individualizar as vantagens de um evento como esse. Nós, artistas e empreendedores, somos instrumentos de condução para que o bem cultural chegue à população e não apenas os receptores das vantagens que isso possa oferecer. Sua cidade terá até trinta de setembro desse ano (30/09/2009) para fazer sua conferencia municipal ou intermunicipal, caso prefira fazer em parceria com outro município e o estado até quinze de dezembro desse ano (15/12/2009) para realizar a conferência estadual. É importante começarmos a fazer as articulações necessárias para que nossas idéias possam ser ouvidas. Não espere por ninguém! O futuro agradece!

OLHE: O antigo farol no bairro Farolândia. Coisa linda de se ver.

FAÇA: As oficinas do Projeto Acesso na Casa Rua da Cultura. Teatro e técnicas circenses para adultos e jovens! Ligue 3042-2246. INSCRIÇÕES ABERTAS!!!

OUÇA: Naurêa. Acabaram de chegar da turnê na Europa.

TECLE: www.cultura.gov.br. E saiba mais sobre a II Confenrência Nacional de Cultura.

ESSSA SEGUNDA:

Compaixão do Samba

Grupo Pare de Teatro

Bago de Bruxa

Jimmy Loo

O Murro

Passarela de Xadrez e do WAR

AONDE: No Mercado Municipal – Centro Histórico de Aracaju.

HORARIO: a partir das 18 horas.

QUANTO: De graça.

FALE CONOSCO: ruadacultura@gmail.com Casa Rua da Cultura, praça camerino, 210 tel: 3042-2246.

Lindemberg Monteiro

In: Jornal Cinform, 27 de julho a 02 de agosto

terça-feira, 7 de julho de 2009

Programação da Rua da cultura dia 13/07/2009

A partir da melhor hora das segundas-Feiras as 18 horas!!!

ONDE?

Praça do Mercado - Centro Histórico de Aracajú-SE


QUE HORAS?

A partir das 18 horas!!!


O QUE VAI ROLAR???

*Ronise Ramos
*Sibéria
*Mamutes
*Karne Krua.



SÓ ISSO?

Tem tambem, toda segunda, tabuleiros de Xadrez e de WAR, pra quem desejar jogar.



É isso galera, ajudem a divulgar... A cultura e os artistas sergipanos agradecem...
A RUA DA CULTURA rola toda segunda, no mesmo local e mesmo horário, sempre com programação e atrações variadas.
Aguardo vocês lá!!!


Mais informações:
79 - 3042-2246 / 8822-2777
ruadacultura@gmail.com

segunda-feira, 6 de julho de 2009

A Rua da Cultura esta de volta!!!

Programação 06/07/2009


A partir da melhor hora das segundas-Feiras as 18 horas!!!


ONDE?

Praça do Mercado - Centro Histórico de Aracajú-SE


QUE HORAS?

A partir das 18 horas!!!


O QUE VAI ROLAR???

*Rafael Oliveira
*Projeto C.H.A.M.A.
*One Last Sunset
*Oganjah



SÓ ISSO?

Tem tambem, toda segunda, tabuleiros de Xadrez e de WAR, pra quem desejar jogar.



É isso galera, ajudem a divulgar... A cultura e os artistas sergipanos agradecem...
A RUA DA CULTURA rola toda segunda, no mesmo local e mesmo horário, sempre com programação e atrações variadas.
Aguardo vocês lá!!!


Mais informações:
79 - 3042-2246 / 8822-2777
ruadacultura@gmail.com

domingo, 28 de junho de 2009

Rua da Cultura Indor - Ensaio sobre a Cegueira

Rueiros e rueiras da Cultura, estou anisoso para o filminho de amanhã, que apesar de todas as críticas feitas ao fime dirigido por Fernando Meirelles, eu posso garantir que caso fiquem insatisfeitos ou satisfeitos com o fime, a obra de josé Saramango é digno do prêmio Nobel. Imaginem o horror de uma humanidade merglhados numa cegueira branca? Em tempos de epidemia de gripe suína é uma boa pedida. Em todo caso o meu conselho é: leia o livro. Espero que o Fernando Meirelles não tenha feito o mesmo que fizeram com a ibra valiosa do Victor Hugo. Essas adaptações....

Sinopse:Uma inédita e inexplicável epidemia de cegueira atinge uma cidade. Chamada de "cegueira branca", já que as pessoas atingidas apenas passam a ver uma superfície leitosa, a doença surge inicialmente em um homem no trânsito e, pouco a pouco, se espalha pelo país. À medida que os afetados são colocados em quarentena e os serviços oferecidos pelo Estado começam a falhar as pessoas passam a lutar por suas necessidades básicas, expondo seus instintos primários. Nesta situação a única pessoa que ainda consegue enxergar é a mulher de um médico (Julianne Moore), que juntamente com um grupo de internos tenta encontrar a humanidade perdida.

domingo, 21 de junho de 2009


Rueiros e rueiras da cultura, tenho mais um convite para vocês. A Casa Rua da Cultura continua promovendo a Rua da Cultura Indor. Na segunda passada, infelizmente não exibimos o filme Amarelo Manga, mas quem compareceu assistiu ao polêmico filme Baixio das Bestas. Nesta segunda, exibiremos o filme O homem do Ano, segue abaixo a sinopse:


Uma ingênua aposta entre amigos transforma Máiquel, um homem comum, em um assassino e herói de toda uma cidade. Deixando-se levar pelos acontecimentos, Máiquel torna-se respeitado por bandidos e pela polícia, sendo também amado por duas mulheres. Até que comete seu primeiro erro e é obrigado a tomar de volta o controle do seu destino.

domingo, 14 de junho de 2009

Rua Da cultura INDOR!

Rueiros e rueiras da cultura sergipana, entramos de férias para comemorar os festejos juninos, mas não paramos. Enquanto curtirmos o Forró Caju - que este ano, não sei porque, não contará com a participação da banda Cordel do Fogo Encantado, deixo aqui minha insatisfação - a produção da Rua da Cultura não descansa, ao contrário, em meio aos preparativos da programação do mês de julho, a trupe da rua agora inventa A rua da Cultura Indor, que acontece na nossa sede, Praça Camerino, 210 - a casa é laranja, não passa desapercebida, pode crer. - Já tivemos a gravação do DVD do espetáculo Antígona, na semana passada, e nesta segunda contaremos com a exibição do Curta sergipano Sensacional, e do longa-metragem brasileiro Amarelo Manga.


Sinopse: No subúrbio de Recife, Lígia (Leona Cavalli) acorda já mal humorada, pois terá de suportar mais um dia servindo fregueses, que às vezes a bolinam no bar onde trabalha. Quando o dia terminar, só lhe restará voltar ao seu pequeno quarto, em um anexo do bar, e dormir para suportar a mesma coisa no dia seguinte. Paralelamente Kika (Dira Paes), que é muito religiosa, está freqüentando um culto enquanto seu marido, Wellington (Chico Diaz), um cortador de carne, decanta as virtudes da sua mulher enquanto usa uma machadinha para fazer seu serviço. Neste instante no Hotel Texas, que também fica na periferia da cidade, Dunga (Matheus Nachtergaele), um gay que é apaixonado por Wellington, varre o chão antes de começar a fazer a comida. Na verdade ele é a pessoa mais polivalente no Texas, pois faz de tudo um pouco. Um hóspede do Hotel Texas, Isaac (Jonas Bloch), sente um grande prazer em atirar em cadáveres, que lhe são fornecidos por Rabecão, um funcionário do I.M.L. Apesar de decantar Kika, isto não impede de Wellington ter uma amante, que está cansada da situação e quer que ele tome logo uma decisão. Já Dunga pretende conseguir Wellington de outra forma, ou seja, fazendo um trabalho em um terreiro, assim de uma vez só ele "dá uma rasteira" na mulher e na amante. Isaac vai se encontrar no bar com Rabecão para lhe avisar que pode levar o cadáver. Lá ele conhece Lígia e sente vontade de ir com ela para a cama, mesmo com Rabecão lhe avisando que ninguém ali transou com ela.


Que confusão, não? Sabe uma curiosidade do filme? Entre tantos prêmios, ele ganhou do Ministério da cultura, o prêmio para filme de baixo orçamento, custou apenas R$ 500 mil prova que nós brasileiros persistimos apesar dos pesares. Eu irei conferir, se eu fosse você aparecia, é sempre bom quando fazemos da casa a nossa Rua.


"Tudo que ofereço é o calor e o endereço" Angela Rorô

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Gravação do Epetáculo Antígona de Sófocles


Nessa sexta-feira, dia 05 de maio, acontecerá a gravação do Peça Antígona de Sófocles, realizada pela Cia. De Teatro Stultífera Navis. Esse espetáculo esteve em cartaz na Casa Rua Da Cultura durante o mês de abril e maio. Aquele episódio marca o fim da temporada e um grande passo para a Cia.. Mas, não se preocupem, retornaremos com o mesmo espetáculo em julho, com um pequeno diferencial: nos apresentaremos apenas nos sábados.

E aguardem... Em breve a estréia de Entre Quatro Paredes - Jean Paul Sartre!!

Caso desejem participar da apresentação de encerramento, postem aqui seus nomes, pois daqui sairá a lista de convidados da noite!!

Até logo...

domingo, 31 de maio de 2009

Programação Rua Da Cultura 1° de junho!

JAILSON DO ACORDEOM (LANÇANDO SEU PRIMEIRO DVD)

ONDE?
Praça do Mercado - Centro Histórico de Aracaju
SERÁ QUE HORAS?
A partir das 18 horas!!!
O QUE VAI ROLAR???
Uma participação especial dos cantores e bandas para gravação do DVD:
*Zé Américo do Campo do Brito *Galego do Acordeom e Tonho e Eduardo *Afrisio Acácio *Pavio do Forro *Joseane Dy Josa *Casaca de Couro *Kara de Cobra o Veneno do Forro.
SÓ ISSO?
Toda segunda, também têm, tabuleiros de Xadrez e de WAR para quem deseja jogar. E é isso galera, ajudem a divulgar a cultura e os artistas sergipanos... E desde já nos sentimos muito gratos... A RUA DA CULTURA acontece toda segunda no mesmo local e horário, e sempre com programação e atração variadas. Aguardo por vocês lá!!!
Mais informações:
3042-2246 / 8822-2777
ruadacultura@gmail.com

sábado, 23 de maio de 2009

Rua da Cultura 25/05 (Especial TOBIAS BARRETO)

Centenário do Município de Tobias Barreto-SE”Surgiu no final do século XVI, em um sítio de aproximadamente 40 tarefas, ondeapareceu uma imagem de Nossa Senhora. Em sua homenagem, os camponeses construíram umacapelinha e fizeram residências em volta dela formando uma aldeia batizada Paraíso. A imagemde Nossa Senhora, desapareceu por duas vezes sendo encontrada num matagal próximo, nasegunda vez, destruíram o matagal e construiram outra capelinha, onde hoje fica a Igreja MatrizNossa Senhora Imperatriz dos Campos e o novo povoado recebeu o nome Capela deNossa Senhora dos Campos do Rio Traripe (hoje Real) por estar situado às margens desse rio. Onome do povoado foi simplificando até ser chamado apenas de Campos. Em 17 de janeiro de1835, o povoado foi elevado à categoria de vila, em 1909, foi elevado à categoria de munincípioe pelo Decreto-lei Estadual nº377, o distrito de Campos passou a denominar-se Tobias Barreto,uma homenagem a um ilustre habitante da região Tobias Barreto de Menezes.Parabéns pelos 100 anos!!!
ONDE?
Praça do Mercado - Centro Histórico de Aracajú-
QUE HORAS?
A partir das 18 horas!!!
O QUE VAI ROLAR???
*Sem Futuro (MPB)* Grupo de Teatro Estúdio 15* Mamutes (Rock)* Ed. Zero (Indie Rock)* Dark Vision (Tharh Metal).
SÓ ISSO??
Toda segunda também tem tabuleiros de Xadrez e de WAR para quem deseja jogar. É isso galera!! Ajudem a divulgar a cultura e os artistas sergipanos... Agradecemos! A RUA DA CULTURA acontece toda segunda no mesmo local e mesmo horário, sempre com programação e atração variadas. Aguardo vocês por lá!!!
Mais informações:3042-2246 / 8822-2777
ruadacultura@gmail.com

terça-feira, 19 de maio de 2009

Grupo Retalhos apresenta:


Felismina Engole Brasa e O Encontro de Chico Tampa com Maria Tampada


O espetáculo apresenta dois cordeis bastante intrigantes e divertidos, Felismina Engole Brasa, o desejo de uma mulher em ter um filho, e O Encontro de Chico Tampa com Maria Tampada, uma grande disputa de forças. O espetáculo de rua acolhe uma beleza em figurino, cenrário e música.
O Grupo Retalhos fundado em Abril de 2008, está apresentando o seu mais novo trabalho, "Nossa Terra, Nossos Contos", que estatá sendo apresentado nesta quinta-feira, dia 21, a partir das 16:00 horas no Calçadão João Pessoa.

Direção de Rogério Alves
Elenco: Jonathan Rodrigues,
Paulo Sergio Lacerda,
Rogério Alves,
Ronney David e
Talita Calixto.

sábado, 9 de maio de 2009

Programação Da Rua da Cultura 11 de Maio!

ONDE?
Praça do Mercado - Centro Histórico de Aracajú
SERÁ QUE HORAS?
A partir das 18 horas!!!
O QUE VAI ROLAr???
*Rafael Oliveira (MPB)* Identidade Zero (Rock)* Multirão Vibration *Revolução do Reggae!!
SÓ ISSO?
Toda segunda, também tem tabuleiros de Xadrez e de WAR para quem deseja jogar.
É isso galera, ajudem a divulgar... A cultura e os artistas sergipanos agradecem! A RUA DA CULTURA acontece toda segunda no mesmo local e horário, e sempre com programações e atrações variadas. Aguardo vocês por lá!!!

Mais informações: 3042-2246 / 8822-2777
ruadacultura@gmail.com

sábado, 2 de maio de 2009

Festival Brasileiro de Teatro - Cena Pernambucana


De 01 a 17 de maio de 2009 nosso estado sedia esse festival de artes cênicas tão importante à promoção cultural brasileira. A Casa Rua Da Cultura acolhe a iniciativa com muito orgulho, oferecendo em nosso recinto oficinas teatrais de temas variados. O Festival realiza, principalmente, espetáculos de cias. de teatro pernambucanas no Teatro Tobias Barreto. A Casa Rua Da Cultura distribuí 100 convites para os espetáculos e a lista deles, bem como, das oficinas encontra-se na comunidade Rua Da Cultura.

Programação Da Rua da Cultura 04 de Maio!

ONDE?
Praça do Mercado - Centro Histórico de Aracajú
SEQUE HORAS?
A partir das 18 horas!!!
O QUE VAI ROLAr???
*Ronise Ramos (MPB) *Fator 4 (Rock Alternativo) *Lançamento do DVD “Sambaião” do NAURÊA *DJ Tiex!!
SÓ ISSO?
Toda segunda, também tem: tabuleiros de Xadrez e WAR, para quem desejar jogar.
É isso galera, ajudem a divulgar a cultura e arte sergipanos...Nossos artistas agradecem!! A RUA DA CULTURA acontece todas as segundas-feiras no mesmo local e mesmo horário. Sempre com programação e atrações variadas. Aguardo vocês por lá!!!
Mais informações: 3042-2246 / 8822-2777
ruadacultura@gmail.com

sábado, 18 de abril de 2009

PROGRAMAÇÃO DA RUA CULTURA 20/04

ONDE?
Praça do Mercado - Centro Histórico de Aracajú
SERÁ QUE HORAS?
A partir das 18 horas!!!
O QUE VAI ROLAr???
Luma Pinto (MPB)* 100% Fundo de quintal (Samba)* Uma Ruma ( Rock Roll)* Jimmy Loo (Alternativo)
SÓ ISSO?
Tem também, toda segunda, tabuleiros de Xadrez e de WAR para quem deseja jogar. É isso galera, ajudem a divulgar a cultura e a arte sergipana... Nossos artistas agradecem... A RUA DA CULTURA acontece toda segunda no mesmo local e no mesmo horário, sempre com programações variadas. Aguardo vocês por lá!!!
Mais informações: 3042-2246 /88222777
ruadacultura@gmail.com

sexta-feira, 10 de abril de 2009

RUA CULTURA 13/04

ONDE?
Praça do Mercado - Centro Histórico de Aracajú-
SERÁ QUE HORAS?
A partir das 18 horas!!!
O QUE VAI ROLAr???
*Pablo Caiã e Rodrigo Cordeiro.*Sensacional (curta).*Diconduta.*Conexão SN.*Oganjah.
SÓ ISSO?
Tem também tabuleiros de Xadrez e de WAR para quem desejar jogar. É isso galera, ajudem a divulgar a cultura e os artistas sergipano. A RUA DA CULTURA acontece toda segunda no mesmo local e mesmo horário, sempre com programação e atrações variadas. Aguardo vocês por lá!!!

Mais informações:3042-2246 / 8822-2777
ruadacultura@gmail.com

domingo, 5 de abril de 2009

Antígona








Antígona é um espetáculo produzido pela Cia. de Teatro Stultífera Navis e está em cartaz em abril e maio, todas as semanas as sextas e sábados apartir das 20:00 h. O Texto do espetáculo data-se de aproximadamente 400 anos a.C. E pela estética, vale muito apena conferir e prestigiar mais esse trabalho de um grupo que atua fortemente na promoção cultural e artística da nossa capital e estado.


Aguardo vocês por lá...

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Se a correnteza leva, que ela me leve também...




=Rueiros e Rueiras da Cultura sergipana. Na última segunda afinamos nossos ouvidos com alta qualidade. Contamos com a presença de Rafael Almeida; Thiago Ribeiro - que esteve em turnê aqui em Aracaju e em breve lança seu cd para no levar na correnteza. E fechando com chave de ouro a banda Sibéria! Confere como foi:

segunda-feira, 16 de março de 2009

E NESSA SEGUNDA 16/03/2009, VÉSPERA DO FERIADO (SEM DESCULPAS PARA NÃO PRESTIGIAR) VAI ROLAR NA RUA:

*Fabricio de Barros
*One Last Sunset
*Nautilus
*Laboratório Mental

ENCONTRO TODOS VOCÊS LÁ!

quarta-feira, 4 de março de 2009

Rua da Cultura Apresenta: "Especial Mulher" dia 09/03

UMA NOITE INTEIRA DE HOMENAGENS AS NOSSAS "MULHERES SERGIPANAS"

VEM VOCÊ TAMBÉM FAZER PARTE DESSA FESTA!!!


ONDE?

Praça do Mercado - Centro Histórico de Aracajú-SE


QUE HORAS?

A partir das 18 horas!!!


O QUE VAI ROLAR???

*Suyan (MPB)

*"Areia Branca" (curta)

*Cia de artes Stultufera Navis apresentando "Mulher" (teatro)

*Negratcha (HIP HOP)

*Ronise Ramos (MPB)

*Participaçôes Especiais


SÓ ISSO?

Tem tambem, toda segunda, tabuleiros de Xadrez e de WAR, pra quem desejar jogar.


É isso galera, ajudem a divulgar... A cultura e os artistas sergipanos agradecem...
A RUA DA CULTURA rola toda segunda, no mesmo local e mesmo horário, sempre com programação e atrações variadas.
Aguardo vocês lá!!!

Mais informações:
3042-2246 / 8822-2777
ruadacultura@gmail.com
www.ruadacultura.blogspot.com

sábado, 28 de fevereiro de 2009

Aulas de Circo e Teatro!!!

Casa Rua da Cultura

Apresenta:

Aulas de Teatro, Circo, Violão, Capoeira Regional e Angola.


As aulas acontecen nos 3 turnos e são para todas as idades.
Inicio das turmas dia 09 de Março.


INSCRIÇÕES ABERTAS!!!

Para mais informações:
Tel: 3042-2246 / 8822-2777

E-mail: ruadacultura@gmail.com

Programação da Rua da Cultura 02/03

ONDE?

Praça do Mercado - Centro Histórico de Aracajú-SE



QUE HORAS?

A partir das 18 horas!!!



O QUE VAI ROLAr???

*Michele Borges (MPB)
*Circolart (com “Viva Gonzaga”)
*Identidade Zero (Rock)
*Di Conduta (Hip-Hop)
*O Vendaval (Reggae)



SÓ ISSO?

Tem tambem, toda segunda, tabuleiros de Xadrez e de WAR, pra quem desejar jogar.


É isso galera, ajudem a divulgar... A cultura e os artistas sergipanos agradecem...A RUA DA CULTURA rola toda segunda, no mesmo local e mesmo horário, sempre com programação e atrações variadas.Aguardo vocês lá!!!





Mais informações:

3042-2246 / 8822-2777
ruadacultura@gmail.com

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Bem Vindo!!!

“Minha menina estrela matutina vivo só brincando como é bom ser sergipano...
No fim a gente ganha. Bom fim a gente ganha, sim senhor...” Naurêa.


Um breve histórico


A primeira Rua da Cultura aconteceu no dia 30 de setembro de 2002, idealizada pelo diretor artístico da Cia. de Teatro Stultifera Navis, Lindemberg Monteiro e feita pelos atores e produtores da cia. em frente ao Teatro Atheneu, na Rua Vila Cristina, bairro São José em Aracaju. Ela nasceu da necessidade de levar para as ruas uma produção cultural que existe em Sergipe e torna-la mais visível. Além de dar acesso democrático a todos os cidadãos a arte e cultura.

Além das intervenções artístico-culturais, o evento tinha a intenção de chamar a atenção para o prédio do Teatro Atheneu, construção de extrema importância para a vida cultural sergipana. Os primeiros meses de funcionamento ocorreram com sucesso com várias apresentações de música, teatro, dança, xadrez, feirinha de artesanato e participação ativa do público.

A partir de março de 2003 a Rua da Cultura passou a acontece no Centro Histórico da cidade em frente ao Mercado Tales Ferraz que foi inaugurado em 1926 e onde continua até hoje todas as segundas-feiras. A decisão de continuar o projeto naquela localidade, foi tomada com o intuito de trazer pessoas para o Centro Histórico, que havia sido reformado, mas ainda não contava com nenhuma proposta de revitalização ou projeto cultural.

A Rua da Cultura tem como objetivo principal colocar no seu palco todas as variantes da produção local de qualidade artística, de rappers a trios pé de serra, de roqueiros a quadrilhas juninas, do teatro a artistas plásticos, enfim somos um liquidificador cultural com o compromisso de através do encontro de todas as tribos fazer um movimento único e que valorize nossa identidade plural.

Depois de todas as dificuldades a Rua da cultura foi escolhida em 2007 para ser Ponto de Cultura do Ministério da Cultura e mais recentemente escolhido também como Ponto de Leitura, outro projeto do Minc.
Junto com a programação artística a Rua da Cultura é também ponto de encontro de jogadores de xadrez, inclusive realizando uma simultânea com 33 jogadores contra um grã mestre de São Paulo todos os anos. Nas segundas feiras a noite é fácil também encontrar vinis e livros usados sendo vendidos na Rua da Cultura.

É com o intuito de tornar a Rua da Cultura cada vez mais democrática e acessível que foi criado esse blog, para sabermos as suas opiniões, idéias e sugestões. E com isso trabalharmos para dar a Rua uma cara ainda mais Sergipana.